Crônica do Frei Hildebrando – datada de 03 de março de 1979

Meus prezados rádio ouvintes:

Não é fácil iniciar um diálogo sobre o mais desconcertante e misterioso problema da vida – que é a dor.

Mas é exatamente útil e, além do mais, urgente.

Não digas que não te interessa ou não de toca. Porque se ainda não choraste -bem depressa como todo o homem deverás aceitar a tua porção de sofrimento.

Não é infausto presságio, mas uma lei universal! Os homens podem dividir-se em duas categorias apenas: Os que já sofreram e os que sofrerão. As lágrimas são uma herança de todos. Portanto, também não viverás sem lágrimas: a dor cruzar-se-á inexoravelmente no teu caminho, embora procures afugentá-la ou evita-la , de todo jeito.

Assim sendo, desejo entrar em diálogo contigo, meu irmão, minha irmã, para tu começares a dialogar com aquele que é o Senhor dos nossos destinos e que te ama mais que ninguém e que em toda a sua vida terrestre se revelou o grande amigo dos doentes.

Ele te conhece bem – apesar de oculto ao teu olhar. Ele está sempre ao teu lado – assiste ao teu pranto e recolhe as tuas lágrimas.

Aliás, não desperdices as tuas lágrimas; não as derrames sobre a terra, porque se converterão em lama. Eleva-as ao céu, e elas brilharão como pérola ao sol.

Os homens não a recolhem, porque ignoram o seu valor, e ante as tuas penas, só sabem guardar silêncio.

Quisera ajudar-te a considerar e a julgar o sofrimento com FÉ – quisera aumentar a tua FÉ!

Se não queres chorar mais e querer derramar lágrimas menos amargas, então crê! crê! Só a fé é um remédio para o teu sofrimento.

Quando todos se calam – quando todo conforto é vão para o teu pranto, só a FÉ pode colocar-se ao teu lado e dizer-te a sua palavra – a fé é a única que te salva de desespero.

A dor torna-te consciente dos teus limites – a FÉ revela-te a onipotência divina.

A dor faz-te sentir a tua limitação – a FÉ faz-te ver a imensidade de Deus.

A dor faz-te sentir a miséria humana – a FÉ faz-te descobrir a riqueza divina.

TUDO TEM VALOR – SENTIDO E FINALIDADE, QUANDO SE VIVE NA FÉ – porque se semeia e recolhe para a Eternidade. Tenho dito

Esta entrada foi publicada em Crônicas e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>