CFF – Livro que resgata a memória da Casa de Retiro São Francisco é lançado no Legislativo estadual

 

O livro contou com a colaboração de personalidades como o professor e escritor Germano Machado, o colunista Samuel Celestino e o professor Jorge Portugal (Foto: CFF/ Carlos Eduardo Freitas)

Em meio a belíssimos quadros que retratam o sertão baiano, foi lançado o livro “Casa de Retiro São Francisco – Memória e História”, esta semana no Legislativo estadual. Organizado por Maria de Lourdes Gurgel (Irmã Sara), Raimundo Bandeira e a professora Yara Dulce Bandeira de Ataíde e publicado pela Editora da Universidade do Estado da Bahia (Eduneb) e a Escola do Legislativo, através do Programa Albashow, a obra remonta a história dos 66 anos do espaço, desde a sua fundação até o seu fechamento.

“Precisamos resgatar a história e a memória da Casa do Retiro. Portanto, o livro é um registro e serve como documento, assim justifica a importância desse projeto. E com a venda dos livros vamos angariar recursos para a empreitada na Casa. É uma ajuda material para fazer obras de reforma quando a Casa for reaberta”, afirmou a professora Yara Ataíde, que faz parte da coordenação do Grupo Amigos da Casa de Retiro São Francisco.

“Não corremos o risco de cair no esquecimento”, disse deputado Yulo Oiticica (PT), vice-presidente da Assembleia Legislativa, sobre a importância e o resgate feito pelo livro. Na opinião do parlamentar, a obra literária se trata de “um presente considerável para a história de Salvador”. Ele vai promover uma sessão especial na ALBA em homenagem ao Retiro São Francisco.

Uma campanha lançada em 2001, pelo grupo Os amigos do Retiro e pela comunidade vizinha tenta preservar o espaço e uma liminar da Justiça suspendeu a venda ou leilão do Retiro, até que fosse nomeado um interventor responsável pela reabertura. “Depois da liminar favorável à comunidade, estamos na luta pelo tombamento do Retiro. Para isso, estamos pedindo apoio da bancada católica da Assembleia Legislativa para elaborar um projeto de lei que inclua a instituição como parte do patrimônio histórico”, destacou Yara.

Fundada em 1942 pelo frei franciscano alemão Hidelbrando Krutaup, a Casa de Retiro se tornou umas das principais instituições religiosas da Bahia com ampla atuação na área social. O livro contou com a colaboração de personalidades como o professor e escritor Germano Machado, o colunista Samuel Celestino e o professor Jorge Portugal.

Esta entrada foi publicada em Artigo de Jornal e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>