Palestra datada de 28 de outubro de 1973

Meus prezados ouvintes:

Proclamou Jesus solenemente: “Quem quiser ser meus discípulos, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz diariamente e me siga!” Essas palavras do Divino Mestre continua em plena vitalidade no transcurso dos séculos. E, sempre houve e sempre haverá quem escute este convite. Eis aí uma procissão interminável de pessoas, cada qual com uma cruz às costas! Na frente vai Jesus!   Desde aquele dia até hoje, a procissão está passando.  É uma fileira interminável de cruzes. Vão passando continuamente os seguidores de Cristo.

Os que se puseram no seguimento do Divino Mestre, enlevados pelas suas brilhantes promessas julgando-se, entretanto dispensados de levar a cruz – esses não perseveraram. Eram falsos discípulos! Pensavam ser mais fácil subir o monte sem a cruz, mas se enganaram.

A palavra de Jesus não dava lugar a outros que não fossem portadores da cruz como Ele. Queres também entrar na procissão gloriosa que tem o céu por meta?

Pois, acompanha o Mestre!  Mete-te em sua sequela. Mas – atenção! – não esqueças a cruz!

Aliás,  todos nos nós deveríamos convencer desta verdade de que é impossível evitar indefinidamente a cruz!  Alija-se uma e surge outra! Elimina-se esta e outra reponta!

Meus Amigos – não adianta querer fugir!… fugir… fugir à cruz! É uma tentativa vã. O que importa é aceitarmos aquela cruz, que Deus nos deu! Essa vem com uma benção especial! Pois, quando sofridos e impacientes, atiramos para longe a cruz que nos veio do céu e depois outra aparece, já desta Segunda não temos – como da primeira – a certeza nem convicção de que no-la mandou o próprio Deus!

Meus amigos – a solução do problema da dor não está no afastamento dela;  está é no saber sofrê-la!  Isto é aceita-la em plena conformidade com a divina vontade!  Desta arte transformaremos cada dia  numa fonte inesgotável de novos tesouros para a nossa eternidade! Tendo dito.

Esta entrada foi publicada em Crônicas e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>