Crônica do Frei Hildebrando – datada de 17 de novembro de 1984

Meus prezados Rádio Ouvintes:

Relatam os anais da cidade de Córdova, que a opulenta metrópole, foi, na Idade Média, invadida pelos fanáticos árabes os quais praticaram  inúmeras e horrendas barbaridades, principalmente contra os  cristãos.

Os maometanos erigiram nessa oportunidade, uma pomposa MESQUITA (uma espécie de templo), no centro da cidade – e, para dar vazão à sua odiosidade ao cristianismo, escolheram  um nobre e bem conhecido cristão, e ligaram-no com correntes de ferro, a um dos pilares da referida mesquita!!

O ancião recusou-se até a morte a trair a sua fé, não obstante os mais incríveis e constantes  tormentos que lhe afligiam; – mas – para sustentar firmemente essa afrontosa luta, foi gravando, com as próprias unhas, pouco a pouco, uma cruz na coluna da pedra, a que estava ligado.

Bem!! A antiga mesquita foi, mais tarde, transformada em Igreja católica; e, ainda hoje, se mostra a cruz gravada no pilar.

Para se animar a sofrer dia a dia, e noite por noite, quis o desventurado prisioneiro ter, junto de si, o desenho, isto é, a vista da cruz.

Sentia-se assim, menos só!   Acudia-lhe então à lembrança: tudo o que o Divino Salvador quis sofrer por nós, isto é: tormentos simplesmente imagináveis!! E isto o ajudava  a sofrer – pelo seu Salvador – tudo o que os carrascos lhe infligiam.

Irmãos – Irmãs – talvez também tu tenhas pendurado no pescoço, um crucifixo lindo, maravilhoso – quiçá até de ouro – com uma corrente fina de ouro legítimo.

Não seja esse uso  uma simples moda – um adorno!

Lembra-te também de Cristo na Cruz, principalmente nos dias azarados – e faz-lhe o teu oferecimento.

Tenho dito.

Esta entrada foi publicada em Crônicas e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>